Câmara vai encaminhar pedido de representação contra Flordelis

Por Priscila Mazenotti – Brasília

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados vai encaminhar à Corregedoria da Casa o pedido de representação contra a deputada Flordelis (PSD-RJ) aberto pelo deputado Leo Motta (PSL-MG). A decisão veio após reunião do colegiado desta terça-feira (1). Flordelis foi denunciada pelo assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo – crime que ocorreu em junho do ano passado – e se diz inocente.

E qual é o próximo passo agora? Depois que a representação chegar à Corregedoria, é aberto prazo de cinco dias para que a deputada se defenda. Depois disso, serão 45 dias para o corregedor elaborar um relatório.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a ideia é que, respeitados os prazos, o processo corra com agilidade, garantido o direito de defesa da parlamentar.

Depois de analisado na Corregedoria, o processo volta para a Mesa Diretora para que seja encaminhado ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa. E um detalhe: a Mesa Diretora também autorizou o funcionamento virtual do Conselho de Ética, assim como vem ocorrendo com as sessões do plenário. Outras três comissões também vão começar a funcionar remotamente: a CCJ, que é a Comissão de Constituição e Justiça, a de Financas e Tributação e a de Fiscalização Financeira e Controle.

Edição: Ana Pimenta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *