O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazzuelo, terá uma reunião remota com senadores na quarta-feira (9) para tratar da portaria que obriga médicos a comunicar à polícia procedimentos de abortos legais quando houver indício ou confirmação de crime de estupro. Senadores como Paulo Rocha (PT-PA), Humberto Costa (PT-PE) e Zenaide Maia (Pros-RN) apresentaram um projeto de decreto legislativo (PDL 386/2020) para cancelar a portaria. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

Fonte: Agência Senado