Por Kariane Costa – Brasília

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), apresentou a proposta de reforma administrativa da Casa. É um conjunto de 17 textos, que se aprovados prevêem a redução dos salários de novos servidores em 40%. O salário inicial de futuros servidores deve cair em 40%. Além disso, prevê progressão na carreira mais longa – dos atuais 10 níveis para 25.

Ainda não foi apresentado o valor estimado com redução de custos. Maia disse estar otimista para aprovar as medidas ainda este ano.

A reforma administrativa da Câmara prevê ainda a redução de mil pessoas nos quadros da Câmara. Segundo Maia, não haverá demissões, mas nem todas as aposentadorias serão repostas em futuros concursos.

Edição: Ana Pimenta

Fonte: Radio Agência Nacional