A Justiça norte-americana definiu indenização de R$ 4,8 bilhões, por parte das seguradoras, para famílias de vítimas do voo da Chapecoense. O senador Jorginho Mello (PL-SC), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o acidente que provocou a morte de 71 pessoas em 2016 na Colômbia, comemorou a decisão e cobrou uma atitude da Justiça brasileira. As informações são da repórter Raquel Teixeira, da Rádio Senado.

Fonte: Agência Senado