Governo do Acre mantém medidas restritivas contra o coronavírus

 Por Renata Martins – Brasília

O governo do Acre manteve as medidas para reduzir a disseminação do novo coronavírus. Pelo menos até 30 de outubro, comércio, bares, restaurantes, templos religiosos e academias de ginástica, por exemplo, seguem com capacidade reduzida, de acordo com as limitações impostas pelo executivo local desde julho.

O estado segue em Nível de Atenção. Esta é a sexta avaliação que o Acre fica na chamada “Bandeira Amarela”. Apesar dessa estabilidade, não há tendência de melhora nos índices e o Comitê de

Acompanhamento Especial da Covid-19 apontou oscilações negativas, na avaliação do período entre 27 de setembro e 10 de outubro. Os dados foram divulgados em coletiva da Secretaria de Saúde.

O Acre registrou aumento no número de casos confirmados de Covid-19. Em várias cidades, houve aumento de ocupação nos leitos clínicos e de UTI com casos da doença. A coordenadora do Grupo de Apoio ao

Pacto Acre Sem Covid, Karolina Sabino, relata os números da região, que incluem os municípios de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri.

As autoridades de saúde acrianas afirmam que, sem grandes mudanças no comportamento da população, não é possível avançar para a Bandeira Verde.

O médico infectologista Thor Dantas, também do comitê, alerta que não há previsão de vacina em um curto prazo de tempo e o coronavírus deve ser combatido com as ferramentas ao alcance neste momento.

No Acre, a classificação de risco foi dividida em cores: vermelho, laranja, amarelo e verde, respectivamente do mais restritivo para o mais flexível. A cada 14 dias é realizada uma nova avaliação dos indicadores.

Edição: Lana Cristina

Fonte: Rádio Agência Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *