Por Cristiane Ribeiro – Rio de Janeiro

Pira é acessa no Rio de Janeiro para “iluminar” pesquisadores que buscam uma vacina para conter a pandemia da covid 19.

O cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta acendeu nesta segunda-feira (02), Dia de Finados, a “Chama da Esperança”, no Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju, zona portuária do Rio de Janeiro.

A pira tem a intenção simbólica de iluminar os pesquisadores que buscam uma vacina contra o novo coronavírus; e, segundo dom Orani, o fogo ficará aceso até que uma vacina seja descoberta e reconhecida pela comunidade científica internacional.

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz, que participaram da celebração, receberam uma vela acesa diretamente na chama. Ainda no cemitério da Penitência, dom Orani celebrou a primeira missa do Dia de Finados e depois seguiu para o Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na zona oeste, onde inaugurou um monumento em homenagem às vítimas da covid-19.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, as tradicionais missas realizadas nos cemitérios cariocas aconteceram ao ar livre e foram transmitidas pela internet. Quem foi aos cemitérios teve que seguir protocolos de distanciamento e medir a temperatura na chegada.

Edição: Joana Lima