Por Raquel Júnia – Rio de Janeiro

Como parte das comemorações dos 90 anos do Cristo Redentor em 2021, o monumento vai ganhar um estudo sobre as potencialidades e os impactos socioeconômicos.

A iniciativa do projeto +Cristo Redentor é da Fundação Getúlio Vargas, em parceria com a Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Os pesquisadores da FGV pretendem desenvolver uma proposta para que o ponto turístico contribua na atração de mais investimentos nacionais e estrangeiros.

O projeto terá uma análise do impacto atual gerado pelo Cristo na atividade turística, geração de emprego e renda, perspectivas de modernização e ainda mais conexão com a cidade.

O monumento vai fazer nove décadas no dia 12 de outubro de 2021 e também já está passando por restauração para a festa.

As obras começaram no mês passado e vão se concentrar em alguns danos causados pelo tempo, como por exemplo, em uma das mãos da imagem.

Cerca de 40 profissionais participam do trabalho.

Reinando absoluto no alto do Morro do Corcovado, o Cristo Redentor é considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno e o primeiro santuário a céu aberto do mundo, com mais de 600 mil visitantes por ano.