Prazo para contestar suspensão do auxílio emergencial vai até dia 16

Por Dayana Vítor – Brasília

Quase 70 milhões de brasileiros já receberam o auxílio emergencial, que é pago desde abril deste ano, para ajudar a complementar a renda nesses tempos de pandemia da covid-19.

Mas algumas pessoas tiveram o benefício de R$ 600 ou R$ 1.200 suspenso, após análise da Controladoria Geral da União e do Tribunal de Contas da União.

Esses beneficiários podem recorrer da decisão até a próxima segunda-feira, dia 16.

Se esse é o seu caso, atenção! Não é necessário comparecer a uma agência da Caixa, lotérica ou posto de atendimento do Cadastro Único para fazer o pedido de revisão desse cancelamento. É só acessar o site da Dataprev para fazer a solicitação no endereço: dataprev.gov.br

O pedido de revisão é uma chance para pessoas que, por exemplo, estavam recebendo o seguro-desemprego, deixaram de receber esse benefício e agora passam a ter direito ao auxílio emergencial. Mas atenção: brasileiros com renda familiar maior que R$ 3,3 mil que ocupem cargos eletivos, militares, servidores públicos, ou mesmo com irregularidades no CPF, não podem fazer a contestação.

É preciso saber que esse pedido de revisão não vale para a extensão do Auxílio Emergencial, de R$ 300 ou R$ 600. Nem para quem recebeu as cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1.200. Os prazos para fazer essas contestações já venceram nos dias 9 e 11 de novembro.

Já os beneficiários do Bolsa Família que passaram a receber o auxílio emergencial e a extensão, mas tiveram os pagamentos cancelados, podem questionar a decisão de 22 de novembro até 2 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *