A equipe da natação paralímpica brasileira realizou na última sexta-feira (13) sessões de treinos com tomada de tempo nas piscinas do Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. O objetivo da atividade foi proporcionar um ritmo similar ao das competições que acontecerão no ano que vem, entre elas os Jogos Paralímpicos de Tóquio. 
A atividade obedeceu ao protocolo de segurança do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), que tem submetido atletas e treinadores a testes de PCR e sorologia com frequência, além de outras medidas de prevenção, como áreas específicas de circulação e normas de distanciamento durante a permanência no centro de treinamento. 
Durante todo o dia, cerca de 20 nadadores foram divididos em quatro blocos de largada, com intervalos de até uma hora entre um e outro. 
As provas contaram com a presença de árbitro, placar eletrônico e treinadores. Uma equipe de filmagem para avaliação biomecânica, preparadores físicos, nutricionistas e fisioterapeutas também participaram da atividade para observar o desempenho dos atletas.