Acordos garantem imunização de 142 milhões de brasileiros, diz Saúde

Por Lucas Pordeus León – Brasília

O Ministério da Saúde diz ter acordos para aquisição de 142 milhões de doses de vacinas. Esse número seria suficiente para imunizar um terço da população. Mas, segundo a pasta, ainda será preciso concluir as etapas de segurança, eficácia e registro das vacinas.

Foram realizados encontros de representantes do Ministério da Saúde na semana passada com executivos de cinco laboratórios que estão em fase avançada de desenvolvimento da vacina. Foram encontros com representantes da Pfizer, que já concluiu os testes e agora está submetendo os resultados às agências reguladoras; a Janssen, da Johnson & Johnsonn, a Bharat Biotech, o Fundo Russo de Investimento Direto, da Sputinik V, e o laboratório Moderna.

Só não foram realizados encontros com representantes da Coronavac, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, do Brasil.  

A pasta informou que os encontros serviram para tomar nota e tirar dúvidas sobre detalhes do desenvolvimento dessas vacinas e que agora devem assinar cartas de intenção não-vinculantes com as empresas para permitir uma futura aquisição de doses. Mas, os contratos de compra das vacinas somente poderão ser assinados, segundo o ministério, após a autorização regulatória e devida incorporação ao SUS.

O Ministério da Saúde esclareceu ainda que a definição dos grupos prioritários a serem vacinados vai depender dos resultados finais dos estudos de fase III das vacinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *