Brasil completa 100 anos das primeiras medalhas olímpicas

Por Tâmara Freire – Rio de Janeiro

Há 100 anos, o Brasil conquistava suas três primeiras medalhas olímpicas, nos Jogos de Antuérpia, na Bélgica, em 1920. Em sua primeira participação nos jogos, a delegação brasileira marcou presença em cinco modalidades: natação, polo aquático, remo, saltos ornamentais e tiro esportivo.

E foi nesta última que o Brasil foi mais bem-sucedido. Com Guilherme Paraense, conquistou o ouro na pistola rápida individual, Afrânio Costa, a prata com na modalidade de pistola livre 50 m, e a delegação brasileira ainda trouxe um bronze para casa na competição por equipes.

O marco foi celebrado neste sábado (12) em uma cerimônia no Centro Militar de Tiro Esportivo, que recebe o nome de Guilherme Paraense, em Deodoro, no Rio de Janeiro. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, destacou que os atletas não precisaram superar apenas seus adversários e deixaram um legado que resiste até hoje.

A participação da equipe de tiro brasileira foi marcada por adversidades, como uma viagem de um mês em um navio pouco confortável para chegar à Europa e o furto de armas e munições do time antes da competição.

Os brasileiros só conseguiram participar porque atletas americanos emprestaram duas de suas pistolas, além de munições. As três medalhas seriam as únicas do tiro esportivo em Olimpíadas por 96 anos, até que o paulista Felipe Wu conquistasse uma prata na pistola de ar 10 m, nos Jogos Rio 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *