Nove empresários são presos por lavagem de dinheiro internacional

 Por Renata Martins – Brasília

Pelo menos, nove empresários foram presos, nesta terça-feira, por envolvimento em um esquema de lavagem de dinheiro com ramificações no Espírito Santo, São Paulo, Ceará e Alagoas. O dinheiro era enviado para os Estados Unidos e para a China.

As prisões ocorreram no âmbito da operação Piànjú, que mobilizou policiais civis nos quatro estados. A Justiça autorizou o cumprimento de mais de 100 mandados judiciais, incluindo prisões, apreensão de veículos de luxo e de 11 embarcações, além do bloqueio de contas bancárias dos investigados.

Em São Paulo, por exemplo, foram encontrados US$ 600 mil escondidos no painel de um carro.

De acordo com as investigações, dois grandes empresários capixabas do ramo náutico e de veículos atuavam como “prestadores de serviços” de lavagem de dinheiro para outras empresas acusadas de desviar recursos público em outros estados.

O roubo de um caminhão foi o fio para chegar até o esquema. A Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veículos da Polícia Civil do Espirito Santo identificou que o veículo roubado e outros caminhões serviam de patrimônio para empresas de fachada.

O delegado João Paulo Pinto dá mais detalhes do que já foi apurado.

Segundo informações da Polícia Civil, a organização criminosa, sediada no Espírito Santo, movimentou mais de R$ 800 milhões. O destino final do dinheiro que era enviado para fora do Brasil ainda está sendo investigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *