Todos os estados vão receber a vacina contra a Covid-19 ao mesmo tempo e independentemente da quantidade que o Brasil tiver de imunizantes, ele será distribuído dentro da proporção de cada estado, afirmou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A previsão do Ministério da Saúde é de ter mais de 24 milhões de doses de vacinas disponíveis em janeiro.

A expectativa do ministro é ter grupos prioritários que começará a receber a primeira dose da vacina até o final de janeiro de 2021. A vacinação em massa deve começar a partir de fevereiro. Segundo o ministro, a população em geral deve ser imunizada cerca de quatro meses após o término da vacinação dos grupos prioritários.
 

Fonte: Brasil 61