Eduardo Paes anuncia cancelamento do carnaval em julho no Rio

Por Tatiana Alves – Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro não terá carnaval de meio de ano. Foi o que garantiu o prefeito Eduardo Paes, em postagem feita nesta quinta-feira (21), em suas redes sociais. Segundo Paes, é impossível preparar a festa em meio ao cenário de pandemia, mesmo com a vacinação contra a Covid-19 em andamento. Ele argumentou que, devido à grande mobilização que a preparação da festa exige, fica inviável ajeitar tudo até a data. Uma lei sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, na semana passada, criou o carnaval fora de época no estado, no mês de julho, mas sem definir a data.

A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), condicionou a realização dos desfiles das agremiações do grupo especial à vacinação contra a Covid-19. Ma agora, em nota, a Liga manifestou apoio à decisão do prefeito, tendo em vista a escalada nos registros de casos da doença e o quadro de incertezas quanto aos prazos de vacinação.

Já a Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua do Rio (Sebastiana) expressou incerteza em relação à lei que criou o carnaval fora de época. Mas recebeu com alívio a decisão de Eduardo Paes, de não realizar a festa na cidade, como explica a presidente da entidade, Rita Fernandes. “A decisão do prefeito é acertada e vem ao encontro do posicionamento em que a Sebastiana já havia anunciado anteriormente. Não é possível realizar nada de carnaval na rua. O retorno dos blocos às ruas só podem se dar quando houver a vacina, imunização de toda a população, condição essa que assegura a segurança de todo mundo. Embora a gente saiba que há uma legião de trabalhadores da cadeia produtiva do carnaval que vão ser afetados com essa decisão, a cidade não tem condições de organizar e financiar a estrutura que seria necessária para um evento desse tamanho”.


Mesmo sem a festa em 2021, o carnaval em julho está garantido na capital fluminense para os próximos anos. A lei sancionada pelo governador interino Cláudio Castro tem caráter permanente. O objetivo, segundo ele, é estimular o turismo e a economia do estado no período de férias de meio de ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *