Profissionais denunciam pressão para vacinar fura-filas no RJ

Por Tatiana Alves – Rio de Janeiro

Enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares estão sendo coagidos a aplicar a dose da vacina contra o novo coronavírus em pessoas que não fazem parte do grupo prioritário contra a covid-19. As denúncias foram feitas ao Conselho Regional de Enfermagem do Estado do Rio (Coren-RJ).

Os relatos foram feitos por representantes do conselho em 46 dos 92 municípios fluminenses, incluindo a capital.
Em nota, o Conselho Regional de Enfermagem informa que, desde o início da execução do Plano Nacional de Imunização, o conselho passou a receber denúncias de irregularidades, de todo o estado, especialmente da capital, onde se  concentra 50% da oferta dos serviços de atenção à saúde.

Diante de tantas denúncias de fura-filas, a Presidente do Conselho, Lilian Behring, se reuniu com o Secretário Municipal de Saúde,  Daniel Soranz, que também tem recebido inúmeras reclamações.

Foi instituída uma força-tarefa de capacitação do Coren-RJ,  com o objetivo de ajudar a enfrentar e apurar as denúncias sobre fura-filas e outras vantagens indevidas. Conselheiros vão exercer permanente fiscalização em todas as regiões do estado e recolher denúncias. 

Além disso, o texto informa que Lilian Behring solicitará aos mais de cinco mil enfermeiros, responsáveis técnicos de enfermagem de hospitais e outras instituições de saúde do Rio que atuem na vigilância à vacinação.

A nota informa ainda que a presidente do Conselho Regional de Enfermagem acompanhou a deputada Enfermeira Rejane (PCdoB) em reunião agendada com o secretário de Estado da Casa Civil,  Nicola Miccioni, no Palácio Guanabara, quando foi confirmada parceria para combater os fura-filas da vacina.

Fonte: Radio Agência Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *