Foguete chinês se desintegra ao reentrar na atmosfera da Terra

Por Victor Ribeiro – Repórter da Rádio Nacional – Brasília

A maior parte do foguete Longa Marcha 5B, da China, se desintegrou ao reentrar na atmosfera da Terra e os destroços caíram no Oceano Índico, a oeste das Ilhas Maldivas, nesse sábado (8). Há relatos de visualização dos destroços do foguete no céu do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais. De acordo com Pequim, a maior parte da estrutura queimou ao reentrar na atmosfera.

O foguete decolou no fim de abril para colocar em órbita a estação espacial chinesa. Logo depois, perdeu o controle. A China planeja fazer pelo menos mais dez lançamentos até completar a estrutura da estação.

Não é a primeira vez que esse tipo de incidente ocorre. No ano passado, peças de outro foguete chinês caíram na Costa do Marfim, causando danos materiais.

Em março deste ano, o foguete Falcon 9, da empresa Space X, do bilionário Elon Musk, dos Estados Unidos, também ficou à deriva. Quase um mês depois, a maior parte do Falcon 9 queimou ao voltar à atmosfera, mas alguns destroços foram encontrados em uma fazenda em Washington.

Edição: Nadia Faggiani / Naitê Almeida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *