Principal sistema de São Paulo, Cantareira está operando abaixo de 40%

Fonte: Por Eliane Gonçalves – Repórter da Rádio Nacional – São Paulo
O principal sistema de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo, o Cantareira, está operando com 39,3% do seu volume operacional. E com a falta de chuva, esses índices vem caindo dia após dia. Há uma semana o sistema operava acima de 40% da capacidade.

Com índices baixos nos reservatórios, alguns bairros já começam a sofrer com a falta d´água. É o caso do bairro Bom Retiro, no centro da capital paulista. Ana Rosa Mota, dona de uma restaurante na região, ficou sem água todo o final de semana. Nessa segunda-feira o abastecimento foi retomado.

O fantasma da crise hídrica também assombra quem vive no interior do estado. Em Itu, uma das cidades mais afetadas pela crise hídrica de 2014, algumas regiões nunca voltaram à normalidade. Lucas de Melo é dono de uma barbearia na cidade e há três dias não chega água para ele. Há pouco mais de um mês, moradores da região chegaram a atear fogo em pneus em protesto contra a falta d´água.

Apesar dos níveis de água mais baixos, a Sabesp informou, em nota, que não há risco de desabastecimento na região da Grande São Paulo, já que, além do Cantareira, outros seis mananciais operam de forma integrada, o que permite a transferência de água entre as regiões.

Edição: Roberto Piza / GT Passos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.