Governador do Rio pede que Palácilo Capanema não vá a Leilão

Por Fabiana Sampaio – Repórter da Rádio Nacional – Brasília

O governador Cláudio Castro esteve, nesta quinta-feira em Brasília, com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, para tratar da retirada do Palácio Capanema da lista de prédios públicos que poderiam ir à leilão. Em nota, o governo afirmou que o ministro se comprometeu em levar a demanda ao Ministério da Economia.

Inaugurado em 1945, o Palácio, localizado no centro da capital fluminense, é um marco da arquitetura moderna. Projetado por Lúcio Costa, contou com a colaboração de Oscar Niemeyer e outros grandes nomes da arquitetura, além da consultoria do francês, Le Corbusier. O prédio conta ainda  com jardins de Roberto Burle Marx, escultura de Bruno Giorgio e painel de azulejos de Candido Portinari.

A notícia de que o Palácio Capanema teria sido incluído na lista de imóveis que seriam vendidos gerou forte reação de entidades da área e de defesa do patrimônio cultural do país.

“Em uma reunião nesta quinta-feira, na Alerj, Assembleia Legislativa do Estado, o governador Claudio Castro e o presidente da Casa, Andre Ceciliano, afirmaram que, caso seja mantida a intenção de venda, podem se colocar para a compra do imóvel.

Nesta sexta-feira está previsto um ato em defesa da preservação do Palacio Capanema como um bem público.

Edição: Roberto Piza / Beatriz Arcoverde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *