Projeto em Brasília quer mudar cultura machista em escolas

Por Beatriz Albuquerque – Repórter da Rádio Nacional – Brasília

Eduarda Theodora é uma adolescente de Brasília e conta que já sentiu na pele o machismo, na escola onde estuda. A menina de 15 anos sente que as mulheres são muito mais julgadas que os homens em quase tudo o que fazem.

Mas a realidade lá na escola da Eduarda tá começando a mudar. É que a associação de mulheres do bairro está implementando o projeto Valorização das Mulheres e Combate ao Machismo nas Escolas.

Com oficinas, rodas de conversa e muito diálogo, a ação tem o objetivo de mudar a cultura machista nas unidades de ensino; levando o debate de gênero para dentro da sala de aula.

Ivonete Ribeiro, coordenadora do projeto, explica que o comportamento de desqualificação e violência contra mulher começa dentro de casa e essa parceria escola-família é muito importante.

As oficinas discutem, ainda, os sinais de violência psicológica e física no meio familiar e orientam sobre como pedir ajuda. Cerca de cinco mil adolescentes devem participar.

A psicóloga Fabrícia Borges destaca que levar essa discussão para as escolas é essencial não só para diminuição da violência contra mulher, mas também para que haja oportunidades e direitos iguais para todos os gêneros.

De acordo com o balanço da Secretaria de Segurança Pública do DF, quase oito mil ocorrências de violência doméstica foram registradas no primeiro semestre de 2021, na capital federal.

No Brasil, de acordo com pesquisa do Instituto DataFolha, cerca de 17 milhões de mulheres sofreram violência física, psicológica ou sexual no último ano.

Para denunciar qualquer tipo de violação dos direitos da mulher, basta ligar para o Disque 180. A ligação é gratuita e anônima.

Edição: Sâmia Mendes/ Renata Batista

Fonte: https://agenciabrasil.ebc.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.